1. EUA deixam de considerar assentamentos na Cisjordânia uma violação ao direito internacional  G1
  2. EUA deixam de considerar ilegais assentamentos de Israel na Cisjordânia  O Antagonista
  3. EUA mudam posição histórica e afirmam que colônias de Israel não são ilegais  Sputnik Brasil
  4. EUA passam a considerar 'legítimas' ocupações de Israel na Cisjordânia  R7
  5. EUA já não consideram colônias israelenses na Cisjordânia ilegais  VEJA.com
  6. Ver cobertura completa no Google Notícias

Mike Pompeo, o secretário de Estado de Donald Trump, anunciou uma mudança histórica na posição dos EUA sobre os assentamentos israelenses na Cisjordânia...

EUA deixam de considerar ilegais assentamentos de Israel na Cisjordânia - O Antagonista

Os Estados Unidos afirmaram nesta segunda-feira (18) que não consideram mais os assentamentos de Israel na Cisjordânia ocupada uma quebra do direito internacional. Os Estados Unidos afirmaram nesta segunda-feira (18) que não consideram mais os assentamentos de Israel na Cisjordânia ocupada uma quebra do direito internacional.

EUA mudam posição histórica e afirmam que colônias de Israel não são ilegais - Sputnik Brasil

Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, anunciou que o governo Trump mudou entendimento sobre região disputada por Israel e PalestinaSecretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, anunciou que o governo Trump mudou entendimento sobre região disputada por Israel e Palestina

EUA passam a considerar 'legítimas' ocupações de Israel na Cisjordânia - Notícias - R7 Internacional

Mudança de posição é histórica para o governo americano; comunidade internacional condena ocupação em territórios palestinosMudança de posição é histórica para o governo americano; comunidade internacional condena ocupação em territórios palestinos

EUA já não consideram colônias israelenses na Cisjordânia ilegais | VEJA.com

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, deverá anunciar hoje que os Estados Unidos vão suavizar a sua posição sobre os colonatos de Israel na Cisjordânia, em mais uma manobra para enfraquecer as aspirações palestinianas. 

EUA vão suavizar posição sobre colonatos israelitas na Cisjordânia