1. Confrontos na Bolívia deixam 23 mortos em quase um mês de protestos, diz comissão  G1
  2. Bolívia tem 23 mortes em mês de crise; CIDH critica decreto pró-militares  UOL
  3. CIDH condena decreto do governo da Bolívia que facilita repressão  R7
  4. Comissão de Direitos Humanos registra novas mortes na Bolívia  EBC
  5. Confrontos já deixam 23 mortos na Bolívia, aponta novo balanço  Folha de S.Paulo
  6. Ver cobertura completa no Google Notícias

O número de mortos em quase um mês de manifestações na Bolívia chega a 23. O número foi divulgado pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), em seu mais recente balanço. O órgão ainda denunciou como "grave" o decreto do governo interino,O número de mortos em quase um mês de manifestações na Bolívia chega a 23. O número foi di...

Bolívia: número de mortos chega a 23; CIDH critica decreto pró-militares

Confrontos entre apoiadores de Evo Morales e forças de segurança, na região de Cochabamba, tiveram também mais de 700 feridosConfrontos entre apoiadores de Evo Morales e forças de segurança, na região de Cochabamba, tiveram também mais de 700 feridos

Comissão de Direitos Humanos registra 23 mortos na Bolívia - Notícias - R7 Internacional

ONU quer contribuir com “processo acelerado de pacificação” na BolíviaDa Veja: O enviado da Organização das Nações Unidas (ONU) à Bolívia, Jean Arnault, disse, após sair de um encontro com a presidente interina Jeanine Añez, que o órgão espera poder contribuir com um “processo acelerado de pacificação” que leve a novas eleições presidenciais. Ao mesmo tempo, a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) condenou o […]

ONU quer contribuir com “processo acelerado de pacificação” na Bolívia

Após protestos e pressão das Forças Armadas, líder anuncia saída do cargo em pronunciamento na TVApós protestos e pressão das Forças Armadas, líder anuncia saída do cargo em pronunciamento na TV

Evo Morales renuncia à Presidência da Bolívia - 10/11/2019 - Mundo - Folha

Contagem deixou de ser divulgada a partir de 83% das urnas apuradas, quando apontava-se para um segundo turno entre Evo Morales e Carlos Mesa.Contagem deixou de ser divulgada a partir de 83% das urnas apuradas, quando apontava-se para um segundo turno entre Evo Morales e Carlos Mesa.

Por que a Bolívia ainda não sabe se terá segundo turno nas eleições presidenciais - BBC News Brasil

“A ONU teme que a situação na Bolívia saia de controle. E desde quando ela está sob controle depois que o Exército sugeriu a Evo Morales que renunciasse, e ele renunciou?”

Blog do Noblat on Twitter: "A ONU teme que a situação na Bolívia saia de controle. E desde quando ela está sob controle depois que o Exército sugeriu a Evo Morales que renunciasse, e ele renunciou?"

“Desde o Golpe de Estado na Bolívia, 23 pessoas já foram assassinadas por protestarem contra o Golpe covarde. Somente ontem em Cochabamba 5 apoiadores de @evoespueblo foram executados pelos Golpistas. Enquanto isso a presidente ilegítima se nega a deixar o Governo. #BoliviaMasacre https://t.co/sD0R2CpNZf”

Maria do Rosário on Twitter: "Desde o Golpe de Estado na Bolívia, 23 pessoas já foram assassinadas por protestarem contra o Golpe covarde. Somente ontem em Cochabamba 5 apoiadores de @evoespueblo foram executados pelos Golpistas. Enquanto isso a presidente ilegítima se nega a deixar o Governo. #BoliviaMasacre… https://t.co/7PQI8MC52n"

“Bolívia segue sob grave crise 26 dias após eleições e seis dias após renúncia de Evo Morales. Marchas massivas e conflitos com a polícia ocorrem em La Paz e Cochabamba. Apenas ontem, foram cinco mortos em protesto contra o autoproclamado novo governo https://t.co/UjEvRzPfgV”

Leonardo Sakamoto on Twitter: "Bolívia segue sob grave crise 26 dias após eleições e seis dias após renúncia de Evo Morales. Marchas massivas e conflitos com a polícia ocorrem em La Paz e Cochabamba. Apenas ontem, foram cinco mortos em protesto contra o autoproclamado novo governo https://t.co/UjEvRzPfgV"

“tiraram o evo morales para praticar um genocídio indígena na bolívia. o governo brasileiro é cúmplice da matança”

cynara menezes on Twitter: "tiraram o evo morales para praticar um genocídio indígena na bolívia. o governo brasileiro é cúmplice da matança"

Quatro pessoas morreram nesse sábado (16) em manifestações na Bolívia, elevando para pelo menos 23 o número mortos desde o final de outubro, início da crise social e política, anunciou a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH). A CIDH, órgão da Organização dos Estados Americanos (OEA), também registrou pelo menos 122 feridos desde sexta-feira (15).Quatro pessoas morreram nesse sábado (16) em manifestações na Bolívia, elevando para pelo menos 23 o número mortos desde o final de outubro, início da crise social e política, anunciou a Comissão

Comissão de Direitos Humanos registra novas mortes na Bolívia | Agência Brasil

Já a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) condenou o governo de Añez por eximir soldados de culpa por repressão a protestosJá a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) condenou o governo de Añez por eximir soldados de culpa por repressão a protestos

Bolívia: após mortes, ONU diz querer contribuir para ‘pacificação’ | VEJA.com

Quatro pessoas morreram nesse sábado (16) em manifestações na Bolívia, elevando para pelo menos 23 o número mortos desde o final de outubro, início da...Quatro pessoas morreram nesse sábado (16) em manifestações na Bolívia, elevando para pelo menos 23 o número mortos desde o final de outubro, início da...

Mais mortes são registradas na Bolívia durante protestos - Nacional - Rondoniagora.com - As notícias de Rondônia e Região

O número de mortos em quase um mês de manifestações na Bolívia chegou a 23, de acordo com o balanço mais recente da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), que denunciou como “grave” um decreto do governo interino que autoriza os militares a controlar a ordem pública, ao mesmo tempo que isenta os oficiais de […]

Bolívia tem 23 mortes em quase um mês de crise social - ISTOÉ Independente

Aumentou para 23 o número de mortos desde final de outubroAumentou para 23 o número de mortos desde final de outubro

Correio do Povo - Mundo

Quatro pessoas morreram no sábado em manifestações na Bolívia, elevando para pelo menos 23 o número vítimas fatais desde o final de outubro, início da crise social e política, anunciou a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH). Quatro pessoas morreram no sábado em manifestações na Bolívia, elevando para pelo menos 23 o número vítimas fatais desde o final de outubro, início da crise social e política, anunciou a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH).

Comissão Interamericana de Direitos Humanos regista mais quatro mortos na Bolívia

Quatro pessoas morreram no sábado em manifestações na Bolívia, elevando para pelo menos 23 o número vítimas fatais desde o final de outubro, início da crise social e política, ...Quatro pessoas morreram no sábado em manifestações na Bolívia, elevando para pelo menos 23 o número vítimas fatais desde o final de outubro, início da crise social e política, ...