Escolas nos EUA retrocedem 20 anos em matemática e leitura pela pandemia  VEJAVer cobertura completa no Google Notícias
Resultados de teste nacional de educação mostraram que últimos dois anos criaram defasagem para crianças de 9 anos, especialmente as mais vulneráveisResultados de teste nacional de educação mostraram que últimos dois anos criaram defasagem para crianças de 9 anos, especialmente as mais vulneráveis

Escolas nos EUA retrocedem 20 anos em matemática e leitura pela pandemia | VEJA

O nível de matemática e leitura das crianças do ensino fundamental nos Estados Unidos caiu drasticamente durante a pandemia de covid-19, especialmente entre os estudantes mais vulneráveis, revela um exame feito a nível nacional entrO nível de matemática e leitura das crianças do ensino fundamental nos Estados Unidos caiu...

Nível de matemática e leitura cai nos EUA durante pandemia - 01/09/2022 - UOL Notícias

Resultados de teste nacional de educação mostraram que últimos dois anos criaram defasagem para crianças de 9 anos, especialmente as mais vulneráveis

Escolas nos EUA retrocedem 20 anos em matemática e leitura pela pandemia

O nível de matemática e leitura das crianças do ensino fundamental nos Estados Unidos caiu drasticamente durante a pandemia de covid-19, especialmente entre os estudantes mais vulneráveis, revela um exame feito a nível nacional entre crianças de 9 anos. Em uma escala de 500, o nível geral de leitura passou de 220 a 215, a maior queda desde 1990, enquanto em matemática retrocedeu de 241 para 234, a maior queda histórica. A Avaliação Nacional do Progresso Educativo foi realizada pelo Centro Nacional de Estatísticas Educativas (NCES, na sigla em inglês) entre 14.800 alunos. Como em todo o mundo, a pandemia de covid-19 prejudicou o sistema educativo americano, com escolas fechadas ou parcialmente abertas e cursos de ensino a distância. Segundo a comissária do NCES, Peggy G. Carr, a diminuição dos níveis já estava acontecendo antes do surto do vírus entre os estudantes com menor rendimento. Em 2020, entre os estudantes com mais dificuldades, as melhoras obtidas em leitura ao longo do tempo começaram a se perder , escreveu Carr no site do NCES. A comissária acrescentou que, antes da pandemia, uma situação similar ocorria em matemática. As complicações da covid-19 podem ter exacerbado muitos dos desafios que já estávamos enfrentando. Sabemos que os estudantes que têm mais dificuldade ficaram aquém de seus companheiros , disse. Nesse sentido, o nível em matemática passou de 191 para 178 para os alunos com mais dificuldade, enquanto os de melhor desempenho só perderam três pontos na escala NCES (286 para 283). Além disso, os resultados mostram que o nível piorou mais rapidamente entre os estudantes negros (225 para 212) do que entre os brancos (250 para 244).O nível de matemática e leitura das crianças do ensino fundamental nos Estados Unidos caiu drasticamente durante a pandemia de covid-19, especialmente entre os estudantes mais vulneráveis, revela um exame feito a nível nacional entre crianças de 9 anos. Em uma escala de 500, o nível geral de leitura passou de 220 a 215, a maior queda desde 1990, enquanto em matemática retrocedeu de 241 para 234, a maior queda histórica. A Avaliação Nacional do Progresso Educativo foi realizada pelo Centro Nacional de Estatísticas Educativas (NCES, na sigla em inglês) entre 14.800 alunos. Como em todo o mundo, a pandemia de covid-19 prejudicou o sistema educativo americano, com escolas fechadas ou parcialmente abertas e cursos de ensino a distância. Segundo a comissária do NCES, Peggy G. Carr, a diminuição dos níveis já estava acontecendo antes do surto do vírus entre os estudantes com menor rendimento. "Em 2020, entre os estudantes com mais dificuldades, as melhoras obtidas em leitura ao longo do tempo começaram a se perder", escreveu Carr no site do NCES. A comissária acrescentou que, antes da pandemia, uma situação similar ocorria em matemática. "As complicações da covid-19 podem ter exacerbado muitos dos desafios que já estávamos enfrentando. Sabemos que os estudantes que têm mais dificuldade ficaram aquém de seus companheiros", disse. Nesse sentido, o nível em matemática passou de 191 para 178 para os alunos com mais dificuldade, enquanto os de melhor desempenho só perderam três pontos na escala NCES (286 para 283). Além disso, os resultados mostram que o nível piorou mais rapidamente entre os estudantes negros (225 para 212) do que entre os brancos (250 para 244).

www.swissinfo.ch