1. Plenário rejeita modalidade de licitação por convite  Agência Câmara de Notícias
  2. Câmara retoma votação da nova Lei das Licitações nesta 4ª feira  Poder360
  3. Câmara vota mudanças na Lei de Licitações  congress em foco
  4. Plenário aprova emenda que proíbe compra de artigos de luxo pelo poder público  Agência Câmara de Notícias
  5. Câmara aprova mudança na forma de divulgação de dados de licitações  O DIA
  6. Ver cobertura completa no Google Notícias

Plenário rejeita modalidade de licitação por convite

O Plenário da Câmara dos Deputados deve analisar nesta quarta-feira (11) os destaques do PL (Projeto de Lei) 1292/1995, que institui novas normas para a lei das licitações. > Eduardo Bolsonaro diz já ter votos no Senado para virar embaixador. Veja o …O Plenário da Câmara dos Deputados deve analisar nesta quarta-feira (11) os destaques do PL (Projeto de Lei) 1292/1995, que institui novas normas para a lei das licitações. > Eduardo Bolsonaro diz já ter votos no Senado para virar embaixador. Veja o vídeo Uma das mudanças na legislação é a alteração na garantia exigida nas […]

Câmara analisa nova lei das licitações; entenda do que se trata | Congresso em Foco

Texto-base foi aprovado em junho. Cria modalidades de contratação, exige seguro-garantia para grandes obras e tipifica crimes relacionados ao assunto.Texto-base foi aprovado em junho. Cria modalidades de contratação, exige seguro-garantia para grandes obras e tipifica crimes relacionados ao assunto.

Câmara retoma votação da nova Lei das Licitações nesta 4ª feira | Poder360

Destaque aprovado pelos deputados em votação simbólica estabelece que itens devem ser de qualidade comumDestaque aprovado pelos deputados em votação simbólica estabelece que itens devem ser de qualidade comum

Câmara proíbe compra de itens de luxo para suprir demandas de estrutura | EXAME

Pelo que foi aprovado pelos deputados, a administração não precisa mais divulgar em seu site oficial, no caso de obras, os dados quantitativos e unitários e os preços praticadosPelo que foi aprovado pelos deputados, a administração não precisa mais divulgar em seu site oficial, no caso de obras, os dados quantitativos e unitários e os preços praticados

Câmara aprova mudança na forma de divulgação de dados de licitações O Dia - Brasil