1. Após acordo, comissão do Congresso aprova crédito extra de R$ 248,9 bilhões ao governo  G1
  2. Joice vai ao Planalto para tentar votar crédito suplementar  O Antagonista
  3. Comissão aprova verba extra para o governo, após acordo com oposição  UOL
  4. Para pagar benefícios sociais, governo fecha acordo com oposição  Metrópoles
  5. Comissão aprova crédito extra de R$ 248 bi para o governo; projeto vai ao plenário do Congresso  Estadão
  6. Ver cobertura completa no Google Notícias
Medida tem como objetivo evitar o descumprimento da 'regra de ouro', mecanismo que impede que o governo contraia dívidas para pagar despesas correntes, como salários e benefícios sociais.Medida tem como objetivo evitar o descumprimento da 'regra de ouro', mecanismo que impede que o governo contraia dívidas para pagar despesas correntes, como salários e benefícios sociais.

Após acordo, comissão do Congresso aprova crédito extra de R$ 248,9 bilhões ao governo | Política | G1

A Comissão Mista de Orçamento (CMO) reúne-se nesta terça-feira (11), às 11h, para discutir o parecer ao projeto de crédito suplementar em que o Executivo pede autorização do Congresso Nacional para quitar, por meio de operações de crédito, despesas correntes de R$ 248,9 bilhões. O relator da proposta (PLN 4/2019), deputado Hildo Rocha (MDB-MA), recomendou a […]

PLN 4: Comissão Mista de Orçamento se reunirá nesta terça para analisar crédito de R$ 248,9 bi para o Executivo – Conexão Política

A Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou na tarde desta terça-feira (11) o projeto de lei que autoriza uma verba extra de de R$ 248,9 bilhões para o governo federal pagar despesas como salários e benefícios. Agora, o projeto segue para análise em sA Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou na tarde desta terça-feira (11) o projeto de l...

Comissão aprova verba extra para o governo, após acordo com oposição - 11/06/2019 - UOL Economia

A Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou nesta terça-feira projeto que autoriza operações de crédito de 248,9 bilhões de reais em créditos orçamentários fA Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou nesta terça-feira projeto que autoriza operações de crédito de 248,9 bilhões de reais em créditos orçamentários f

CMO aprova crédito extra para governo contornar regra de ouro; matéria vai ao plenário do Congresso

A líder no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP), deixou a reunião na Câmara para discutir proposta com o ministro Onyx Lorenzoni nesta terça

Para pagar benefícios sociais, governo fecha acordo com oposição

Segundo o relator, acordo prevê 1 bilhão de reais para o programa Minha Casa, Minha Vida, e outro 1 bilhão de reais para o descontingenciamento da EducaçãoSegundo o relator, acordo prevê 1 bilhão de reais para o programa Minha Casa, Minha Vida, e outro 1 bilhão de reais para o descontingenciamento da Educação

Governo fecha acordo com oposição para CMO votar crédito suplementar | EXAME

Projeto ainda precisa passar por uma sessão conjunta de deputados e senadoresProjeto ainda precisa passar por uma sessão conjunta de deputados e senadores

Correio do Povo - Política

Comissão deve votar crédito suplementar de R$ 248,9 bilhões nesta terça; saiba maisComissão deve votar crédito suplementar de R$ 248,9 bilhões nesta terça; saiba mais

Comissão deve votar crédito suplementar de R$ 248,9 bilhões nesta terça | JORNAL O TEMPO

Joice Hasselmann e o relator do crédito suplementar, Hildo Rocha, estão agora no Palácio do Planalto para apresentar as demandas da oposição para votar o tema. Segundo o presidente da Comissão Mista de Orçamento, Marcelo Castro, a oposição pede o descontingenciamento dos recursos do Ministério da Educação para votar a pauta...

Joice vai ao Planalto para tentar votar crédito suplementar - O Antagonista

A Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou o parecer que liberava R$ 248,9 bilhões em créditos suplementares para o governo federal nesta terça-feira (11). A recomendação do relatório do deputado Hildo Rocha (MDB-MA) era pela aprovação da matéria. O governo precisa desse aval do Congresso para efetuar pagamentos de benefícios previdenciários e assistenciais, com o BPC, e de subsídios, como o plano Safra, sem descumprir a regra de ouro. Sem essa autorização, o Executivo não pode efetuar os pagamentos sem incorrer em crime de responsabilidade.A Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou o parecer que liberava R$ 248,9 bilhões em créditos suplementares para o governo federal nesta terça-feira (11). A recomendação do relatório do deputado Hildo Rocha (MDB-MA) era pela aprovação da matéria. O governo precisa desse aval do Congresso para efetuar pagamentos de benefícios previdenciários e assistenciais, com o BPC, e de subsídios, como o plano Safra, sem descumprir a regra de ouro. Sem essa autorização, o Executivo não pode efetuar os pagamentos sem incorrer em crime de responsabilidade.

Após acordo, comissão aprova crédito extra de quase R$ 250 bilhões a governo

Após acordo com oposição e partidos independentes, comissão autoriza crédito extra de R$ 248,9 biApós acordo com oposição e partidos independentes, comissão autoriza crédito extra de R$ 248,9 bi

Governo promete verba para educação, e Congresso deve garantir benefícios sociais - 11/06/2019 - Mercado - Folha

Aprovação ocorreu depois de acordo. Outros programas serão beneficiados. Leia mais no Poder360Aprovação ocorreu depois de acordo. Outros programas serão beneficiados. Leia mais no Poder360

Comissão aprova crédito suplementar; texto segue para o plenário | Poder360

Notícias online e conteúdos de Esportes, Rio de Janeiro, Cultura, Saúde, Ciência, Tecnologia, Economia, Trânsito, Educação, Mundo, País, Tempo real, Tempo, BrasilProjeto precisa ser aprovado nesta semana pelo Congresso para evitar prejuízos ao fluxo de pagamentos de gastos

Comissão aprova crédito suplementar de R$248,9 bi para governo contornar regra de ouro - Economia

O líder da minoria disse que a oposição concorda em votar o crédito, desde que o governo se comprometa com investimentos de R$ 10 bilhões para o programa Minha Casa, Minha Vida, universidades e outras áreas InfoMoneyO líder da minoria disse que a oposição concorda em votar o crédito, desde que o governo se comprometa com investimentos de R$ 10 bilhões para o programa Minha Casa, Minha Vida, universidades e outras áreas

Sessão da CMO é aberta, mas suspensa para tentativa de acordo sobre crédito extra - InfoMoney

Para que texto fosse votado na Comissão Mista de Orçamento, o governo concordou em destinar R$ 1 bilhão para o Minha Casa Minha Vida e descontingenciar R$ 1 bilhão de universidades; discussão no plenário pode acontecer ainda nesta terça-feiraPara que texto fosse votado na Comissão Mista de Orçamento, o governo concordou em destinar R$ 1 bilhão para o Minha Casa Minha Vida e descontingenciar R$ 1 bilhão de universidades; discussão no plenário pode acontecer ainda nesta terça-feira

Comissão aprova crédito extra de R$ 248 bi para o governo; projeto vai ao plenário do Congresso - Economia - Estadão

403 Forbidden

Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou projeto que autoriza operações de crédito de R$ 248,9 bilhões em créditos orçamentários fora da regra de ouro; matéria agora pode ser votada ainda nesta terça-feira (11) em sessão conjunta do Congresso; projeto precisa ser aprovado nesta semana para evitar prejuízos ao fluxo de pagamentos de gastos

CMO aprova crédito extra de R$ 248,9 bi para governo fora da regra de ouro | Brasil 247

Há pouco, nesta terça-feira (11/6), a Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou o projeto de crédito suplementar em que o Executivo pede autorização do Congresso Nacional para quitar, por meio de operações de crédito, despesas correntes de R$ 248,9 bilhões (PLN 4/19). A proposta segue para análise,

PLN 4: comissão acaba de aprovar crédito extra de R$ 248,9 bilhões - Terça Livre TV

Bahia.Ba

Idiana Tomazelli, Camila Turtelli, Mariana Haubert e Amanda PupoBrasília (AE) - O centrão e o governo selaram acordo para tentar votar nesta terça-Idiana Tomazelli, Camila Turtelli, Mariana Haubert e Amanda PupoBrasília (AE) - O centrão e o governo selaram acordo para tentar votar nesta terça-

Há acordo para crédito extra, diz relator - Tribuna do Norte