1. STJ recebe queixa-crime contra desembargadora que sugeriu 'paredão' a Jean Wyllys  Istoe
  2. STJ acolhe queixa-crime contra desembargadora que ofendeu Jean Wyllys  Consultor Jurídico
  3. STJ aceita queixa-crime contra desembargadora por ofensa a Jean Wyllys  UOL
  4. Desembargadora que sugeriu ‘paredão’ para Jean Wyllys vira ré no STJ  VEJA.com
  5. STJ recebe queixa-crime contra desembargadora que sugeriu ‘paredão’ para Jean Wyllys  Estadão
  6. Ver cobertura completa no Google Notícias

403 Forbidden

Marília Castro Neves também responde no CNJ a processo por acusações falsas sobre a vereadora Marielle FrancoMarília Castro Neves também responde no CNJ a processo por acusações falsas sobre a vereadora Marielle Franco

Desembargadora vai responder a processo por ofensas a Jean Wyllys - Jornal O Globo

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) aceitou hoje uma queixa-crime contra a desembargadora Marília Castro Neves, do TJRJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro) por injúria contra o ex-deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ). A decisão foi tomada pela CO STJ (Superior Tribunal de Justiça) aceitou hoje uma queixa-crime contra a desembargadora...

STJ aceita queixa-crime contra desembargadora por ofensa a Jean Wyllys - 15/05/2019 - UOL Notícias

Web Application Firewall

Marília Castro Neves, do Tribunal de Justiça do Rio, disse nas redes sociais, em março de 2018, que o ex-deputado 'embora nãoMarília Castro Neves, do Tribunal de Justiça do Rio, disse nas redes sociais, em março de 2018, que o ex-deputado 'embora não

STJ recebe queixa-crime contra desembargadora que sugeriu ‘paredão’ para Jean Wyllys

O Superior Tribunal de Justiça tornou a desembargadora Marília Castro Neves ré por injúria por ter postado no Facebook que Jean Wyllys deveria ir para um "paredão profilático", "embora não valha a bala que o mate e o pano que limparia a lambança"

Desembargadora vira ré no STJ por injúria a Jean Wyllys | Brasil 247

Por defender “paredão” para Jean Wyllys, a desembargadora Marília Castro Neves, do TJ-RJ, será processada pelo crime de injúria.Por defender “paredão” para Jean Wyllys, a desembargadora Marília Castro Neves, do TJ-RJ, será processada pelo crime de injúria.

Desembargadora do TJ-RJ vira ré por injúria a Jean Wyllys

Marília Castro Neves será processada pelo crime de injúria; magistrada já publicou informações falsas sobre MarielleMarília Castro Neves será processada pelo crime de injúria; magistrada já publicou informações falsas sobre Marielle

STJ Recebe Queixa Crime Contra Desembargadora Que Defendeu Paredão Para Jean Wyllys | Brasil de Fato

Por 10 votos a 2, Corte Especial do órgão acolheu queixa-crime movida pelo ex-deputado federal do PSOL; magistrada do TJ-RJ alega que era brincadeiraPor 10 votos a 2, Corte Especial do órgão acolheu queixa-crime movida pelo ex-deputado federal do PSOL; magistrada do TJ-RJ alega que era brincadeira

Desembargadora que sugeriu ‘paredão’ para Jean Wyllys vira ré no STJ | VEJA.com

Por maioria, a Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) recebeu nesta quarta-feira, 15, queixa-crime por injúria apresentada pelo ex-deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) contra a desembargadora Marília Castro Neves, do Tribunal de Justiça do Rio. “Eu, particularmente, sou a favor de um paredão profilático para determinados entes… O Jean Willis, por exemplo, embora […]

STJ recebe queixa-crime contra desembargadora que sugeriu 'paredão' a Jean Wyllys - ISTOÉ Independente

A Corte Especial do STJ julga, hoje, uma queixa-crime contra a desembargadora Marília Castro Neves, do Rio, acusada de fomentar o ódio na internet... A Corte Especial do STJ julga, hoje, uma queixa-crime contra a desembargadora Marília Castro Neves, do Rio, acusada de fomentar o ódio na internet. A ação foi movida pelo ex-deputado Jean Wyllys. ...

STJ julga queixa-crime contra desembargadora do Rio | Ancelmo - O Globo

Reeleito em 2018, o ex-deputado desistiu de assumir o terceiro mandato, em janeiro, sob a alegação de que recebia ameaças, que são investigadas pela Polícia FederalReeleito em 2018, o ex-deputado desistiu de assumir o terceiro mandato, em janeiro, sob a alegação de que recebia ameaças, que são investigadas pela Polícia Federal

STJ recebe queixa-crime contra desembargadora que sugeriu 'paredão' a Jean Wyllys O Dia - Brasil

A decisão é da Corte Especial.A decisão é da Corte Especial.

STJ recebe queixa-crime de injúria de Jean Wyllys contra desembargadora do TJ/RJ - Migalhas Quentes